Salvador, 23 de Outubro de 2017

José Soares França (Padre Juca)

Monsenhor José Soares França - Padre Juca

(01.01.1912 -  27.06.2000)

O padre Juca, que era filho de Francisco Alves França e Silvina Eulina Sores França, e natural de Senhor do Bomfim (BA), entrou para o Seminário da Bahia em 08.02.1925 e foi ordenado sacerdote em 06.01.1935.

A partir de 02.02.1935 trabalhou na paróquia de Ribeira do Pombal. Em 01.06.1936 foi designado para a paroquia de Senhor do Bomfim.

A sua chegada a Morro do Chapéu ocorreu em 16.03.1947, onde ficou responsável pela Paróquia até 1997, perfazendo 50 anos de sacerdócio. Nesse período também foi o pároco de outros municípios vizinhos. A sua carreira pastoral foi desenvolvida ao longo de 65 anos.

Em 1958 foi o candidato derrotado a prefeito pela UDN. O seu concorrente, apoiado por Jubilino Cunegundes, foi Lourival Cunegundes, que posteriormente se casou com sua irmã Maria Luzia.

A sua participação na vida política do município incluiu o exercício de um mandato como vereador. Segundo Benjamim Bley, ele era muito amigo de Juracy Magalhães e assim arranjou a nomeação de Dr. Edgard Dourado como médico em Morro do Chapéu. Consta que Dr Reinaldo Moreira também influenciou nessa nomeação.

Ao seu velório, que contou com a participação de 13 padres, compareceram o bispo de Senhor do Bonfim e representante do Administrador da Arquidiocese de Irecê, além de caravanas de Cafarnaum, Canarana e Mulungu do Morro. O cortejo fúnebre passou pelo colégio Nossa Senhora das Graças, que homenageou o seu fundador, e foi acompanhado pela Philarmônica Minerva, que executou musicas religiosas em homenagem ao seu ex-presidente. O seu corpo foi sepultado na capela Nosso Senhor dos Passos.


Homengem ao Padre Juca

"No dia 1 de janeiro de 2012, o Cônego José Soares França, o Padre Juca, faria 100 anos. E é comum homenagens na passagem do centenário de pessoas que se destacaram na vida pública de um país, de um Estado ou de uma cidade. Contudo, Morro do Chapéu, mesmo sendo essa cidade à qual esse grande homem dedicou a sua vida, deixou passar em branco essa data, quando muitas cidades festejam o acontecimento como esse com homenagens, exposições e documentários sobre sua vida e sua obra.
Padre Juca, sem sombra de dúvida, foi uma grande personalidade na história de Morro do Chapéu e a sua memória é muito referenciada por muitas cidades da região, outrora vilas e povoados, onde ele pregou como um religioso, lugares onde ele é muito conhecido e lembrado. Em Morro do Chapéu, a sua atuação não se limitou ao ofício de religioso, mas também como homem preocupado com educação do povo, que lutou anos a fio até fundar o Ginásio, hoje Colégio Nosso Senhora da Graça, entidade de ensino que foi destaque na região e trouxe para cidade centenas de jovens de todos os municípios circunvizinhos, alguns deles de famílias pobres para os quais ele conseguiu bolsa de ensino, vez que naquela época não tinha colégios estaduais.
Como político foi derrotado como candidato a Prefeito, perdendo Morro do Chapéu a oportunidade de ter o prefeito visionário e com grande influência nas esferas mais altas do poder. Contudo, exerceu mandato de Vereador sem nunca se submeter a conchavos e negociações interesseiras tão comuns nas câmaras de vereadores dos pequenos municípios. Por ter sido ele um dos mais ilustres vereadores de Morro do Chapéu, seria homenagem justa e merecida da Câmara de Vereadores do nosso município ao religioso, político sério e educador Cônego José Soares França, o Padre Juca, promovendo uma seção solene para homenageá-lo e dando o seu nome a uma obra pública de destaque, e com mais acerto, a uma escola por ter sido ele um cidadão que dedicou a sua vida a educar jovens e a ajudar famílias carentes.
Mesmo sem ter sido planejada previamente como já acontece com o centenário de Jorge Amado, nunca é tarde para entidades, como a Igreja Católica, de quem Padre Juca foi pároco por cerca de cinquenta anos, a Minerva da qual foi Presidente, e, o Colégio N. S. da Graça, do qual foi fundador e diretor, homenagear no curso deste ano ao religioso e grande homem público que foi o Cônego José Soares França. De antemão, e particularmente, fica aqui a minha singela homenagem ao Centenário de Padre Juca, um dos principais homens da vida pública de Morro do Chapéu.

Salvador, janeiro de 2012."

Octaviano Gonçalves de Oliveira
Morrense, Ex-aluno do CNSG, Economiário Federal Aposentado e Bacharel em Filosofia


OBS: A Lei Municipal 870 de  09-11-2009 criou a Comenda Padre Juca, destinada a homenagear pessoas que colaboraram com o desenvolvimento do municipio.

  • Padre Juca
  • Padre Juca
  • Padre Juca
  • Padre Juca
  • Padre Juca
  • Padre Juca
  • Padre Juca
  • Padre Juca

Comentários enviados

em 21/04/2017 às 14:29:26 disse:

Preciso entrarvem contato com alguem,resposavel por batisterio da epoca do padre juca.

em 21/04/2017 às 14:43:33 disse:

Preciso entrarvem contato com alguem,resposavel por batisterio da epoca do padre juca.

Utilize o espaço abaixo para contribuir com informações, sugestões, elogios ou críticas ...

Sua mensagem será moderada antes de aparecer para o público.


(Obrigatório)
Este campo é obrigatório.Formato de e-mail inválido.

Desenvolvido por Éder Lima