Salvador, 14 de Dezembro de 2017

Correio do Sertão

Correio do Sertão

O Correio do Sertão

 

 

Atracado de grandes esforços pude montar nesta Cidade uma pequena Typographia, na qual publica-se sob a minha acanhada direcção o Correio do Sertão, periódico hebdomadario installado em 15 de Julho de 1917.

 

Morro do Chapéo 20 de Dezembro de 1918

Honório de Souza Pereira Netto.

 

Em 1916 Honorio de Souza Pereira, que era escrivão do civil e suplente do juiz de direito, possuía o sonho de fundar um jornal. Com esse objetivo vendeu todo o seu patrimônio e, no mês de dezembro, tomando dinheiro emprestado, comprou uma oficina tipográfica na firma Societa Augusta Torina, do Rio de Janeiro, por intermédio do Sr. Camilo Pelegrini e do Sr. Vicente do Amaral, então proprietário do Diário de Noticias e da Livraria Dois Mundos, em Salvador.

O maquinário do jornal foi transportado da Alemanha para o Brasil através de navio. De Salvador para Queimadas o transporte foi por via férrea. A partir daí, o transporte foi em lombo de animal, numa distância de mais de 400km, tendo em vista que nessa época Morro do Chapéu não dispunha de nenhum outro meio de transporte.

O primeiro número foi editado no dia 15.07.1917, e entregue pelo editor de casa em casa.

O jornal foi fundado com o apoio do coronel Dias Coelho e de ilustres cidadãos do Ventura, a exemplo de João Navarro Sampaio, Agenor Reis, João Belitardo Sobrinho, Antônio do Reis, Esperidião Nunes, José Grassi (Pipino), José Aurelino de Brito, Joaquim Modesto, Gabriel dos Santos (Bieca) e Deoclesiano Barreto.

Nessa época só havia tipografias nas cidades de Salvador, Lençóis, Senhor do Bonfim e Barra. Existiam, entretanto, vários jornais na capital e no interior, porém quase todos desapareceram. Ficaram A Tarde, editada em Salvador desde 15.10.1912, e o Correio do Sertão de 1917.

De 15.07.1917 até 31.12.1941, o jornal circulava semanalmente aos domingos. De 01.1942 até 31.12.1950, foi decadário, isto é circulou de 10 em 10 dias. Desde 01.1951, o jornal passou a ser quinzenário.

            Uma interessante demonstração da ligação entre o Correio do Sertão e a população do município é o fato dos moradores da fazenda São Rafael terem se cotizado, em 24.02.1929, para pagamento de uma assinatura do jornal.

            Foram grandes colaboradores do Correio do Sertão, os seguintes cidadãos: Dr. José Desouza Dantas, Eurycles Barreto, Jubilino Cunegundes, Oswaldo Dourado, Joel Paraguassú, Francisco de Alencar, Demosthenes Valois-Zequinha, dentre outros.

Atualmente com tiragem de 2.000 exemplares e com assinantes em todo o Brasil, o Correio do Sertão tem a glória de ser o segundo jornal mais antigo do estado da Bahia, com circulação ininterrupta.

Em 15.11.2002, o Correio do Sertão publicou um editorial alertando que o arquivo do jornal está se deteriorando, necessitando ser microfilmado.

Honório de Souza Pereira (28.06.1880), fundador do jornal, dirigiu o mesmo até 08.01.1946, quando passou a direção a seu filho Adalberto Pereira, que ficou a frente da redação até 1980. A partir dessa data, Paulo Gabriel de Oliveira, filho de Odonel Gabriel de Oliveira e Palmira Souza Pereira, neto de Honório de Souza Pereira e sobrinho de Adalberto Pereira, assumiu a direção e trabalha com auxilio de seus filhos.

A sobrevivência do Correio do Sertão causa uma admiração muito grande. Como uma cidade pequena pode fundar e manter, de modo ininterrupto, um jornal durante um período de mais de 80 anos? Sem dúvida, a principal parcela do mérito por esse fato deve ser atribuída às várias gerações de familiares do fundador do jornal, que têm trabalhado com grande empenho.

Atualmente a tiragem do jornal é de 2.000 exemplares, em edições quinzanais.


Links associados

  • Equipamento utilizado pelo Jornal Correio do Sertão
  • Equipamento utilizado pelo Jornal Correio do Sertão
  • Equipamento utilizado para imprimir cartões de visita
  • Honorio de Souza Pereira Neto
  • Honorio de Souza Pereira Neto
  • Perpétua
  • Maquinário do Correio do Sertão
  • Adalberto Pereira
  • Comemoração 90 do jornal
  • Comemoração 90 anos do jornal
  • Paulo Sergio e representante da Fundaação Pedro Calmon
  • Representante da Fundação Pedro Calamon
  • 98 anos do jornal
  • 98 anos do jornal
  • 98  anos do jornal

Comentários enviados

Flávio Vasconcelos de Oliveira
Flávio Vasconcelos de Oliveira em 28/03/2014 às 20:40:46 disse:

Caro amigo Antonio, tudo que você falou ai é verdade pois sou filho de paulo Gabriel, e em 1980 quando meu pai tomou a direção do jornal eu e meus irmãos trabalhamos la por muitos anos pegando letra por letra e botando no componedor para fazer o jornal. sinto muita saudade. hoje meu irmão Edson Vascocelos e que esta na frente do jornal se vai 34 anos em nossas mãos este ano completara 97 anos de circulação ininterrupta ; hoje moro em Brasília. abraços Flavio Vascocelos.

Joaquim Coutinho
Joaquim Coutinho em 15/03/2015 às 10:06:17 disse:

Sou um grande admirador do Correio do Sertão, fundado por Honório Pereira, em 1917, mantido com muita luta pelos seus descendentes e amigos, levando valiosa contribuição a milhares de leitores em todos recantos deste imenso Brasil. Logo , completará 100 anos, sendo o segundo jornal mais antigo da Bahia. Tem enfrentado e vencido muitas dificuldades. Neste momento, precisa de apoio financeiro extra que poderá ser feito através de registros espontâneos no livro de ouro, anúncios comerciais e institucionais. novas assinaturas como cortesia a amigos, bibliotecas e outras instituições. Os valores das doações ficam a critério dos doadores, as assinaturas R$60.00 (sessenta reais),por ano, anúncios e matérias pagas, valores a combinar com a direção. As doações e pagamentos poderão ser efetuados através de depósitos nas agências bancárias BANCO DO BRASIL, agência 1099-5; c/c 16836-X, em nome de Alex Vasconcelos; BRADESCO - agência 3532; c/c 7066-1, em nome de Edson Vasconcelos. Ligue para a redação (74) 3653-2974/ 8814-4910/ 9977-0041. E-mail: correiodosertao1917@ig.com.br. " NÃO DEIXE ESTA CHAMA SE APAGAR". Saudsações. Joaquim Coutinho, professor e juiz de direito aposentado do TJ/BA

ELSON OLIVEIRA DA SILVA
ELSON OLIVEIRA DA SILVA em 13/04/2015 às 21:19:59 disse:

muito bom este jornal

ruben zaldivar
ruben zaldivar em 20/04/2015 às 22:15:04 disse:

Amigos do correio do Sertão sou amigo desta cidade a muito tempo pois quando cheguei no Brasil da Franca fiquei admirado por esta cidade e sua gente. Eu sou genro do falecido Avelino Tavares e de dona Lozinha tambem falecida temos parentes entre eles Valdinho fotografo. professora Hildae grandes amigos Imagino a dificuldade de vcs para manter este jornal quero ajudar para manter viva a memoria do Sertao e de Morro do Chapeu Entrarei em contato com vs pessolmente onde estarei no feriado de 1 de Maio ou pelo telefone Ruben zaldivar Armua

José Aurélio Dourado Pimenta
José Aurélio Dourado Pimenta em 05/05/2015 às 19:39:31 disse:

Sou um grande admirador do Correio do Sertão,que linda historia essa do fundador do jornal parabens.

Edizio Mendonça
Edizio Mendonça em 26/07/2015 às 10:20:21 disse:

Tenho um carinho muito grande por este importante jornal. Ao mesmo devo o meu interesse pelas letras, o Correio do Sertão a minha grande escola. Sou assinante do mesmo desde quando completei 12 anos de idade, quando meu pai me deu de presente uma assinatura do mesmo e continuo até hoje. Tenho quase todos os números desse importante jornal, encadernados por ano, desde o seu primeiro numero em 1917, até 2006. Sou um apaixonado pelo mesmo.Sou seu colaborador e amigo. Não tive a felicidade de conhecer o Honório de Souza Pereira, mas conheci o Adalberto Pereira que era meu amigo, conheço o Paulo Gabriel, o Edson Vasconcelos, o Paulo Sérgio, o Irmão Delmar, atuais diretores, reporteres, etc do referido jornal, todos meus grandes amigos. Ao Correio do Sertão e aos seus dignos servidores desejo vida longa. E, estou ao seu inteiro dispor.

miriam pereira de souza
miriam pereira de souza em 24/08/2015 às 20:18:15 disse:

Sou a penúltima filha do Senhor Nathanael Antonio de Souza natural de Jacobina assinante deste jornal tão querido desde 1956 quando veio para o estado de São Paulo onde faleceu em 01/07/2015 com 98 anos.Aprendi amar este jornal que nos últimos 3 anos lia para ele que emocionado ouvia as noticias de sua amada terra. Parabéns!

JOSÉ  CARVALHO=.=
JOSÉ CARVALHO=.= em 20/11/2015 às 18:30:36 disse:

SENHOR REDATOR, POSSIVELMENTE, SOU SEU CONHECIDO, PELO MEU NOME : SOU JOSÉ CARVALHO, MAGISTRADO APOSENTADO, NO CARGO DE DESEMBARGADOR DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA BAHIA. TIVE A GRAÇA DE SER JUIZ DE DIREITO DESSA COMARCA, MORADOR DA PARÓQUIA CUJA PADROEIRA´É NOSSA SENHORA DA GRAÇA.RESERVO-ME, PARA NÃO CITAR NOMES DE INÚMEROS CONHECIDOS DA MARAVILHOSA MORRO DO CHAPÉU, ADQUIRIDOS NO PERÍODO DE PRIMEIRO DE ABRIL DE MIL, NOVECENTOS E SETENTA A NOVEMBRO DE MIL E NOVECENTOS E SETENTA E QUATRO FUI.JUIZ DE DIREITO DESSA COMARCA, DURANTE CINCO ANOS FORENSES.=. CONHEÇO MUITO O "CORREIO DO SERTÃO".- JÁ O LI, BASTANTE. AGORA, O BOM FILHO À CASA TORNA, POR MEIO DE UM DE SEUS ILUSTRES, JAYRO ARLEGO CARVALHO. DESEJO SABER, QUAL O PROCEDIMENTO A SER ADOTADO, A FIM DE ASSINAR ESSE PRECIOSO PERIÓDICO. GRATO. PAZ E BEM. JOSÉ CARVALHO.=.=

Marina Oliveira Reis
Marina Oliveira Reis em 30/03/2016 às 10:54:03 disse:

O que posso fazer para voltar a receber este precioso bem, o correio do Sertão. Uma pessoa da família, não renovou a assinatura e agora eu quero . Renovar. Peço que me informe com urgência. peço Endereço enviar pela empresa de transporte encomenda de Livros. Grata Marina Oliveira Reis

Iolanda Maria Vilela
Iolanda Maria Vilela em 24/03/2017 às 18:12:21 disse:

Sou filha de Josué Chagas Vilela, assinante deste Jornal desde 1950. Meu pai completou esse mês 100 anos de idade. A pedido dele, gostaria de mandar uma matéria falando sobre o aniversário dele.Precisamos saber até quando está paga a anuidade da assinatura para proceder a renovação.No entanto solicito contatos, telefone, endereço e e-mail para melhor comunicarmos. Sou também grande admiradora desse jornal e desde sempre acompanho junto com meu pai. Desde já agradeço pela atenção.

Iolanda Maria Vilela
Iolanda Maria Vilela em 24/03/2017 às 18:19:37 disse:

Sou filha de Josué Chagas Vilela, assinante deste Jornal desde 1950. Meu pai completou esse mês 100 anos de idade. A pedido dele, gostaria de mandar uma matéria falando sobre o aniversário dele.Precisamos saber até quando está paga a anuidade da assinatura para proceder a renovação.No entanto solicito contatos, telefone, endereço e e-mail para melhor comunicarmos. Sou também grande admiradora desse jornal e desde sempre acompanho junto com meu pai. Desde já agradeço pela atenção.

Enoc Pereira de Moura
Enoc Pereira de Moura em 18/06/2017 às 21:35:34 disse:

Gostaria de assinar o periódico para entrega aqui em Guarulhos, SP. Como proceder Sou neto de Herminia Pereira de Souza e de Adronico Pereira Felix, como li em algum documento escrito pelo jornal. Obrigado e parabéns! 11-99838-0320

Utilize o espaço abaixo para contribuir com informações, sugestões, elogios ou críticas ...

Sua mensagem será moderada antes de aparecer para o público.


(Obrigatório)
Este campo é obrigatório.Formato de e-mail inválido.

Desenvolvido por Éder Lima